Câncer de próstata: novos tratamentos, exame periódico e o Novembro Azul

Câncer de próstata: novos tratamentos, exame periódico e o Novembro Azul

O câncer de próstata é o tema central no mês de novembro. Ele foi escolhido como o mês de conscientização e combate à doença e da necessidade do exame preventivo com o médico urologista.

Mas que tal pararmos de enrolação e irmos direto ao assunto? Veja mais sobre o exame periódico, câncer de próstata e as novos medicamentos para o tratamento.

Que tal falarmos sobre câncer de próstata?

A próstata é um glândula com a forma de uma maçã pequena, localizada na parte baixa do abdome, entre a bexiga e o reto, e presente somente nos homens. Sua função é a produção de parte do sêmen.

A necessidade de dar atenção ao câncer de próstata criou o movimento Novembro Azul, como tentativa de sensibilizar a sociedade a pensar na doença. Tirando o câncer de pele não melanoma, o de próstata é o mais comum no país , com risco estimado de 61,82 casos novos a cada 100 mil homens, e o segundo que mais mata homens no Brasil.

Ele também é considerado um câncer da terceira idade, já que ¾ dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Geralmente, é uma doença silenciosa, e quando surgem sintomas, a doença pode estar num estágio avançado, dificultando a cura. Isso aumenta a importância do exame médico periódico.

Os sinais de alerta mais comuns do câncer de próstata são:

  • Dificuldade de urinar;
  • Demora em iniciar e finalizar o ato urinário;
  • Presença de sangue na urina;
  • Diminuição do jato urinário; Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

E é aqui que entra a importância do exame periódico

Câncer de próstata - homem voltando para exame periódico
É importante manter os exames periódicos sempre em dia.

O exame periódico ocupacional, tem a finalidade de identificar e acompanhar periodicamente a condição de saúde de um indivíduo e relacioná-las com a função realizada na empresa e seus riscos.

Isso não só com o intúito de preservar a saúde e prevenir acidentes e doenças, incluindo as relacionadas ao trabalho, mas também de orientar o grupo populacional e promover a saúde no empreendimento. O objetivo é sempre desmistificar preconceitos sobre algumas doenças, como o câncer de próstata, por exemplo.

Muitas empresas acabam por nos questionar sobre a criação de políticas de rastreamento do câncer de próstata para os seus funcionários. Diversas sociedades médicas da Europa e Estados Unidos, assim como a Brasileira de Urologia, recomendam que os homens a partir dos 50 anos saibam sobre os benefícios do exame para que possam decidir sobre a realização dos testes. Também é recomendado a partir dos 45 anos, se houver fator de risco presente para câncer de próstata (história familiar em parente de 1º grau com câncer de próstata e indivíduos negros).

Por isso, o mais importante para o diagnóstico precoce do câncer de próstata é o conhecimento e a informação, além da individualização do rastreio, ou seja, o mais importante é que o indivíduo procure um médico que o acompanhe periodicamente. Como sempre recomendamos em nossos textos, todos os exames complementares têm uma necessidade e indicação clínica, até para o rastreio.

Como funciona o rastreio do câncer de próstata?

Câncer de próstata - representação do movimento

Durante o exame periódico com o médico do trabalho da empresa, além do funcionário passar por uma anamnese e exame físico com análise para todas as doenças, terá orientações sobre o incentivo ao estilo de vida saudável. Isso inclui prática de atividade física, alimentação balanceada, manutenção do peso corporal e cessação do tabagismo e alcoolismo. Tudo isso são medidas para evitar o câncer e outras doenças, assim como, se há indicação de rastreio para o câncer de próstata e/ou necessidade de procura de um médico urologista.

Caso descoberto, vem a fase do tratamento, que agora possui novas medicações mais potentes. Com elas contra o câncer de próstata, o combate foi intensificado. Esses agentes são: apalutamida, que diminuiu  o risco de progressão metastática e morte em 72 % (Estudo SPARTA); enzalutamida, que diminuiu o risco de progressão metastática e morte em 71% (Estudo PROSPER); darolutamida, com chance de redução de progressão metastática e morte em 59% (Estudo ARAMIS).

É importante sua empresa ter sempre ma equipe de medicina e segurança do trabalho confiante para poder aparar seus funcionários em casos de doenças como o câncer de próstata. Já pensou nessa possibilidade?

Já pensou na Healthwork ?

Nós da Healthwork temos como missão a prevenção das doenças e acidentes do trabalhoresolução de problemas. Por isso, vamos ajudá-lo a resolver os problemas de saúde e segurança do trabalho da sua empresa, melhorar os processos já existentes e entregar um serviço 100% correto e completo.

Nossa equipe é treinada para sempre focar na experiência perfeita, com a qual seus colaboradores serão examinados com total humanização e profissionalidade, e os resultados dos exames checados e laudados por médicos ultra especialistas.

E aí, o seu negócio já tem uma empresa contratada para cuidar da área de medicina e segurança do trabalho? Se não tem, depois dessa matéria está pensando contratar? Caso queira, lembre-se: com a Healthwork, sua experiência é perfeita!

A gente espera ter tirado todas as suas dúvidas. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *